:: Sexta, sábado e domingo – uma reflexão sobre a Páscoa ::

Sob o olhar humano, na sexta só há dor. Lágrimas, injustiça, esperanças desfeitas, decepção, tempo perdido, corações partidos. Todos os meus sonhos foram sepultados. Jesus está morto na cruz.

No sábado, não há motivos para edificar e construir mais nada. Continuar vivendo e sonhando pra quê? Os sonhos se foram, e tudo mais se foi junto com eles. A cruz se esvaziou, mas apenas para encher o túmulo. Nietzsche estava certo: Deus morreu. Uma pedra gigante, inamovível, foi colocada como selo da vitória da morte sobre a vida. Há imenso peso e medo sobre mim.

Mas no domingo, ah no domingo! Sem eu saber, quando eu menos esperava, a pedra inamovível se moveu. A alegria voltou, a paz reinou, a esperança se refez. O amor destronou a injustiça. A vida despojou a morte. Nietzsche morreu. Anjos de Deus me perguntam: “Por que choras? Ele não está aqui!”. A cruz está vazia, ainda com marcas de sangue… mas o túmulo também está! Cristo me chama pelo nome, no jardim da minha desolação. Jesus ressuscitou e, com Ele, tudo em mim que não deveria ter morrido reviveu… inclusive eu! Agora, tenho motivos de sobras para viver.

A sexta já passou. O domingo já chegou. Você e eu não precisamos mais viver no sábado da nossa fronteira existencial.

Isso sim é ter uma Feliz Páscoa!

Por Fernando Khoury

“Disse-lhe Jesus: “Eu sou a ressurreição e a vida. Aquele que crê em mim, ainda que morra, viverá; e quem vive e crê em mim, não morrerá eternamente. Você crê nisso?”
João 11.25-26
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s